quarta-feira, dezembro 17, 2008

Partilha 41

(Na rubrica "Partilha", publicarei agora um conjunto de poemas escritos há já muito tempo, e que estavam destinados a um livro que se chamaria "a reconstrução de nova orleães". Na medida em que esse projecto perdeu peso na minha capacidade de determinação, publico os textos válidos que já tinha escrito para esse contexto e que agora se tornaram "dispersos". O seguinte poema é talvez o mais utópico que alguma vez criei...)



lemnos


o arco de FILOCTETES é a única arquitectura que podemos conhecer: aquela que lança a cidade na direcção de um alvo que nem por alto ela pode falhar. ao contrário do que dizem as bocas do mundo, tróia colocou uma pedra-de-toque sobre o seu assunto.
perto de tais alicerces, o FILÓsofo regressou à ilha. quer melhorar o que conhece do conhecimento, e apanha frutos, peixes e mel, como se o bem fosse a flecha do triunfo.

Sem comentários: