quinta-feira, outubro 16, 2008

Desautorização (o que é diferente de ateísmo)

Não basta defendermos empírica e logicamente a ausência-de-provas da validade do conceito de Deus, na medida em que os crentes contra-argumentam sempre com a necessidade de um tipo de de conhecimento não racional para que o acesso a Deus seja possibilitado.

É preciso, em seguida, assumirmos que não reconhecemos a ninguém a autoridade (a diferença qualitativa) para nos impor um conceito que não tenha sido adquirido por uma via a que também nós podemos ter acesso. E nós só podemos conhecer pelos sentidos e pelo pensamento.

Sem comentários: