quarta-feira, setembro 10, 2008

Retalhos da vida de um jovem 1

Há cerca de quinze anos atrás, fui um dos assistentes de realização na rodagem do filme "Ma's sin" de Saguenail. Trabalho que, aliás, nunca mais repetirei: para além de ser a pessoa menos pragmática que conheço, sou desajeitado, esquecido, flácido e ansioso perante a urgência, o que faz com que eu esteja sempre no sítio errado, na hora errada, com a pessoa errada a resolver o problema errado... Enfim, a despeito de mim, o filme fez-se.

A bailarina e coreógrafa Né Barros (penso que ainda está ligada ao Ballet Teatro, aqui no Porto) foi escolhida para protagonizar a estranha obra. Na altura, o realizador confidenciou-me que uma das razões que o levou a seleccionar a senhora foi o facto de o seu nariz ligeiramente preponderante quebrar a regularidade da sua beleza escultural, ao mesmo tempo que evocava a figura de um pássaro. Belo passo de casting.

Passados uns meses, estando o trabalho concluído e até premiado, escrevi uma crítica sobre "Ma's sin" na revista A Grande Ilusão (o que não deveria ter feito na medida em que não tinha distância suficiente sobre o assunto). Ora, a dado momento do elogioso artigo, eu saí-me com esta pérola: "(...) Daí as incongrências: a espectadora quase-bonequinha tem um narigão a estragar o esquema, (...)". A espectadora era a personagem interpretada por Né Barros. E a minha generossísima intenção era sublinhar a inteligência subtil do trabalho do autor.

Mais meses se passaram, e houve uma altura em que eu precisei da tecnologia do Ballet Teatro para fazer um trabalho meu. Foi então que comecei a notar que a bailarina olhava para mim com uma espécie de ódio não declarado. E eu, terrivelmente inocente, não conseguia perceber o porquê. Só ao fim de algum tempo o realizador me disse que Né Barros lhe tinha perguntado se tinha um nariz tão grande quanto isso...

Estúpido Pedro Ludgero, sempre a passar o cabo das tormentosas boas intenções, eterno adolescente sem mundo que não sabe respeitar a legítima vaidade de uma candidata a mulher-estrela.


(Imagem retirada daqui)

Sem comentários: