sexta-feira, agosto 08, 2008

Proposta de concurso

Como os programas televisivos portugueses são sempre imitações de originais importados (como se vivêssemos num país onde a gente do "entretenimento" não fosse capaz de ter uma ideia... ou será que vivemos mesmo nesse país?), vou lançar aqui uma proposta de concurso. É o seguinte:

Os concorrentes terão de ser crianças de dez anos de idade. Nem mais, nem menos. Uma turma de adultos, alguns casados, outros com filhos, sexualmente bem rodados, a maioria com pós-doc (não me lembro de graduação mais alta), viajados, com a sua quota de sofrimentos e livros lidos, e com as costas vergadas por muitos anos de trabalho estúpido, dizia eu, portanto, que essa turma de adultos terá a função de tentar ajudar as crianças a responderem às perguntas feitas por um entrevistador muito encantado com esse belo conceito que é a cultura geral (cada criança concorrente terá direito a espreitar uma sugestão de resposta do adulto, a copiá-lo, ou a ser salva por ele - só podendo usar cada ajuda uma vez).

As perguntas versarão sobre os mais variados assuntos: física quântica, astrofísica, fenomenologia, teoria literária, estudos queer, polémica em torno do aborto, sociologia das relações afectivas, tabus de Cavaco Silva, etc.

Quando uma criança for eliminada por falhar uma resposta (o que será pouco provável), essa criança terá de se virar para a câmara de televisão e, com um profundo sentido de humilhação, dizer: "Eu não sei mais que um adulto com experiência de vida".

Sem comentários: