quarta-feira, julho 30, 2008

Partilha 36

Este é provavelmente o último poema que a forma final do meu livro "um pouco mais ou menos de serenidade" rejeitou:



o ar do tempo


com o andamento das coisas
os homenzinhos verdes de marte
acabaram por amadurecer

mas como ainda não os acolhemos
caem por vezes do céu
em trambolhões de rodapé

não sentem que a atmos-
fera
está mais glauca?

Sem comentários: