domingo, julho 20, 2008

Adenda a "A flauta mágica"

Ingmar Bergman foi um dos cineastas que trataram o grande-plano do rosto humano com maior expressividade.

Toda a Abertura musical de "A flauta mágica" de Mozart, que ele filmou em 1975, é ocupada com o registo em grandes-planos das faces dos espectadores de uma hipotética récita dessa ópera.

Exactamente porque, no seu cinema, o rosto é sempre a abertura a partir da qual a narrativa irá surgir.

Sem comentários: