segunda-feira, novembro 12, 2007

Malinconia

Viajava de comboio entre Lisboa e Porto. Experimentei fazer o percurso armadurado com os auscultadores do meu iPOD (é o que, afinal, arriscam muitos intrépidos viajantes).

O comboio fazia uma barulheira exorbitante, malcriada. A princípio, senti que os meus delicados ouvidos estavam a ser trespassados pelo gume da poluição sonora. Mas acabei por me aperceber de que a evidência terra-a-terra do esforço do veículo apenas tinha a faculdade de acentuar a melancolia das harmonias pouca-terra que sempre levo comigo.


(Imagem de Anne Arden MacDonald)

Sem comentários: