domingo, outubro 07, 2007

Nota "Birmânia"

Nem vale a pena dizer-lhes que a Democracia é apenas a desilusão mais suportável. Que um dia, o presidente da junta é que vai ser considerado o maior birmanês de sempre.

É preciso que a História faça o seu trabalho de aceleração, que a ilusão congregue as vontades todas na luta pelo regresso das coisas aos seus lugares.

Sem comentários: