sábado, setembro 01, 2007

Acasos com sentido

1. Apócrifo

Comprei na Aki um daqueles móveis que ali dão a impressão de poderem ser montados por crianças. Claro, em casa pusemos a coisa de pernas para o ar: prateleiras em queda, pregos a rebentarem superfícies, o equilíbrio impossível de atingir (um pouco o que, após a infância, fazemos com a vida)... Em desespero de causa, resolvemos recorrer a um senhor que vive no fundo da rua e que, chamando-se Pinho, tem a profissão consonante de carpinteiro. Mas quando lá chegamos com a nossa desobra, havia um papel à entrada com a seguinte mensagem: "Volto já, senhor Jesus".



2. Off

Hoje o Porto está um pouco hawksiano. Homens que voam dentro de aviões de brincar, com a sorte de estarem sujeitos a múltiplos Gs, e que fazem oitos cubanos e outras coisas que não sabemos se são saltos mortais ou marcas de charutos. Avesso a multidões e a presidências fluviais, não fui para o meio do mar de gente. Na televisão, um locutor da RTPN, que normalmente apresenta as notícias como se fosse Sísifo a empurrar a sua pedra, estrebucha de entusiasmo infantil. Curiosamente, um dos virtuosos intérpretes do ar tem o extraordinário nome de Sergei Rakhmanin...

Sem comentários: