terça-feira, julho 03, 2007

Adenda ao post anterior

Em "L'amour à mort", o actor Jean Dasté representa o papel do médico que sentencia a morte de Simon, quando esta não passava de um estado aparente.

A escolha do actor parece-me significativa: no clássico "L'Atalante", o jovem Dasté mergulhava nas águas do rio para, como um Orfeu não-feérico, encontrar a imagem de Dita Parlo (que não tinha morrido, mas se havia ausentado). A mesma demanda órfica preside ao filme de Resnais.

Sem comentários: