quinta-feira, maio 24, 2007

O artista de plástico 6

Peça: As três grandes religiões


Processo:
1. Adquira três rectângulos de vidro de grandes (mas idênticas) dimensões.
2. Rache cada um desses vitrais recorrendo a processos totalmente diferentes (atire ao chão, contrate uma soprano, raspe um garfo num prato, percorra o vidro com um prego, invente uma máquina que provoque lanhos sem impor uma quebra efectiva, martele, faça escultura). Cada vitral deverá adquirir um aspecto absolutamente individualizado.
3. Pinte algumas das partes que se mantêm intactas com uma tinta fraca mas muito viva no seu vermelho.
4. Coloque os vitrais lado a lado, em instalação.
5. Atrás dos três vitrais, coloque um projector móvel com um luz branca e suave, de modo a que esta vá iluminando a peça de maneira imprevisível mas constante.

a. Não decida, para si mesmo, a qual religião se refere cada um dos vitrais.
b. A peça só será válida se o seu efeito tiver maior poder de fascínio do que aquele que resulta da iluminação solar a trespassar os vitrais de um templo.

2 comentários:

César de Oliveira disse...

inadmissível ter que usar o google para descobrir que tens um blog, rapaz. inadmissível.

Fernando Mota disse...

Obrigado pelo comentário, Pedro. Volta sempre. Apesar de ser ateu, ou precisamente por isso, gostei muito desta tua receita/obra. Abraço, Fernando Mota.