segunda-feira, abril 09, 2007

No plateau (documental)

Para a construção dos cenários do filme "Vampyr", Dreyer pediu aos seus colaboradores que fossem à caça de aranhas, que lhes preparassem uma rica dieta de insectos (de modo a tirar-lhes da cabeça eventuais ideias de emigração), e que as colocassem em locais específicos do décor.

As criaturas trabalharam, e teceram as suas teias nos sítios requeridos para os ângulos da filmagem.

As aranhas sabem mais do que os técnicos de efeitos especiais. E Dreyer fazia cinema como um amante (e não como um predador) do real.

2 comentários:

Nuno Pires disse...

Gosto desta história :)

pedroludgero disse...

Nunca se sabe bem se estas histórias são verdadeiras ou não.

(mas lá que trazem verdade)