quinta-feira, abril 26, 2007

Evolução

H. Sou completamente a favor de um acordo de cavalheiros entre os falantes da língua portuguesa. Desde que seja para tornar a ortografia ainda mais barroca, sonhadora e sugestiva do que já é. Desde que se inventem novos sabores e desafios ortográficos. Menos esperanto, muito mais quimbundo.

K. Sou também a favor da plena aceitação pela língua dos desvios ortográficos que a geração e-mail/telemóvel desenvolveu. Mas sem fazer disso gramática: é preciso deixar o corpo à solta.

Sem comentários: