quinta-feira, dezembro 14, 2006

Confissão 15


Do pouco ou muito cinema contemporâneo que vou conhecendo, o autor que mais se me impôs depois de Abbas Kiarostami, foi Tsai Ming-Liang.
Diz isto algo sobre mim.

2 comentários:

Tiago disse...

depende. se fores tão cínico como o filme é mau sinal.e pior se estiveres tão ennui como algumas das personagens. Mas claro, isto sou eu a falar que há anos tenho um fetiche com melancias.

pedroludgero disse...

Estava a falar mais da minha relação com o cinema do que sobre o assunto de um ou outro filme específico. Não posso dizer que de um certo pessimismo não beberei (depois de melancia, água fria...). Mas penso que não sou cínico nem sofro de demasiado ennui.